Xena

Brisa morna e calma de verão.
Você me olhou, dormiu.
E a brisa te levou.(BN Cavalli)

Quando tinha 5 anos chorava muito quando longe da minha mãe (sentia que os outros não se importavam comigo), ela passou a me levar para o trabalho e nos terrenos ao redor tinha uma ninhada sem mãe, cãezinhos amarelos e uma pretinha, as outras crianças brigavam pelos amarelos e nem se importavam com a pretinha. Depois de eu chorar muito você veio fazer parte da família. O acordo era: “se a Bianca não chorar longe da mãe a Xena fica.”
Quando eu chorava você chorava…Eu quebrei o acordo, e minha mãe também.(-Bianca)

Xena, você foi o verdadeiro cão fiel, iluminou e alegrou nossas vidas, chegou no fim da minha infância, e passamos juntas a adolescência e o início da vida adulta e profissional. Sua perda nos entristeceu. Ao longo desses 16 anos aprendemos muito com você. Sua lembrança ficará para sempre em nossas mentes e corações. Bebê agora você está com o Papai do Céu, mas nossa separação é temporária, um dia nos abraçaremos novamente. ♥ (-Gleise)

“Baby, te vejo tão longe
De mim tão distante
Além do horizonte
Baby, eu grito o seu nome
Saudade responde
Ela não está aqui” (KLB – Ela Não Está Aqui) ♫

E foi no dia da saudade que você partiu – 30/01/17

“Quando nós amamos o nosso animal e dedicamos a ele sentimentos sinceros, ao partir, os espíritos amigos o trazem de volta para que não sintamos sua falta” (Chico Xavier).

Estamos esperando para te reencontrar. Com amor Verginia, Gleise e Bianca.