Willi

HOMENAGEM AO NOSSO WILLIZINHO
Em 26 de setembro de 2.008
Hoje faz um mês que você se foi para sempre…Que pena!!…A gente sabia que esse dia estava perto, mas é sempre difícil de aceitar quando ele chega…Tudo aqui em casa e nos arredores faz lembrar você…Os seus amiguinhos de rua, os lugares que a gente passeava com você, os lugares que você gostava de fuçar, de deitar…A saudade é muita e a lembrança aumenta a saudade…
Eu, especialmente, que nunca quis cuidar de nenhum animal, um dia me vi com um cachorrinho para cuidar…Foi nosso amigo, em alguns momentos nosso grande companheiro, nosso defensor e que eu defendi também, e até nosso dono…Ciumento que só…De vez em quando resmungava…Ou dava uma “lembida”…E a gente ficava bem feliz!
Não ver você partir, ´ e em que terrível momento!…Pode ter sido menos traumático, mas não menos doloroso…A sensação que tenho é de que você está em algum lugar e logo teremos que ir lhe buscar…Como quando ia tomar banho no Pet, ou ficar na casa de alguém pra gente poder viajar…Foi bem complicado arrumar suas coisas para dar um destino a elas…Mas você se foi e elas precisavam de um destino…Confesso, não me desfiz de tudo!!
Mimiu, Tchibike Subilache, Minique, Tchukinho, Baiacu, eram apenas alguns dos muitos apelidos que você tinha…Nunca vamos lhe esquecer…Foram 11 anos de muito companheirismo e alegrias que poucos humanos se dispõem a dar uns aos outros…Que bom que você existiu nas nossas vidas!
Nessa semana, lembrei de uma música e, imediatamente, a associei a você e sua partida…
Nem sei porque você se foi
Quanta saudade eu senti
E de tristeza vou viver
E aquele adeus, não pude dar
Você mudou a minha vida
Viveu, morreu na minha história
Chego a ter medo do futuro
E solidão que em minha porta bate, iê…
E eu gostava tanto de você iê iê iê, iê iê iê..
Gostava tanto de você
Eu corro e fujo desta sombra
Em sonhos vejo esse passado
E na parede do meu quarto
Ainda está o teu retrato
Não quero ver pra não lembrar
Pensei até em me mudar
Lugar qualquer que não exista
O pensamento em você
E eu gostava tanto de você iê iê iê, iê iê iê..
Gostava tanto de você
E eu gostava tanto de você(você)
Gostava tanto de você…
Não sei porque você se foi
Quanta saudade eu senti
E de tristeza vou viver
E aquele adeus, não pude dar
Você mudou a minha vida…
Chego a ter medo do futuro
E solidão
Uh!
E eu(E eu), gostava tanto de você
Gostava tanto de você
E eu, gostava tanto de você
Gostava tanto de você…
ê…
Autor: Edson Trindade.
Obrigado por você ter existido em nossas vidas!!
Desculpe por ter oprimido você dentro de um apartamento!
Mimiuzinho, descanse em paz no céu dos cachorrinhos!!
Dos seus Sérgio, Mar e Fabi