Wicca

09/03/2018 – será uma data para recordar, quando precisei ter uma coragem que eu não tinha e tomar uma decisão em respeito a tua dignidade.
Ainda estou chocada. Minha apologia pela
vida, está balançada.
Hoje, há exatos 30 dias, que você se foi, eu não passei um dia sem lembrar de você.
Por vezes senti tua presença, senti teu cheiro. Nos primeiros dias acordava e levantava para te procurar. Aos poucos a ficha foi caindo… Você não estava mais fisicamente aqui comigo, mas está na minha memória. Aos poucos fui entendendo que o que eu tenho agora são só as minhas lembranças.
A casa onde você nasceu está cheia de lembranças tuas, boas lembranças: os objetos que tiveram de ficar suspensos e nem sei se vou readequá-los aos locais originais pois esqueci como eles estavam colocados.
A saudade que sinto ainda está me machucando. Ao abrir a porta, ainda olho te esperando, você vinha sempre ao meu encontro para me receber.
Estarei curada dessa saudade, quando abrir a porta e não esperar te ver vindo ao meu encontro.
Você foi especial, única na obediência, no afeto que teve pela Vovó, no carinho que sentia por sua mãe Guadalupe. Bem minha pequena, com você encerrei a etapa com dogs nesta jornada.
Kevin, teu irmão gato, ainda te procura, vasculhando a casa em todos os cantos possíveis e imagináveis, depois senta no meio do corredor e fica miando, não é um miado, é um lamento, ele te chama e você não vem.
Tempo virá em que tudo será passado e para o nosso próprio bem, teremos que superar e vencer a falta que sentimos de ti no dia a dia e na nossa vida.