Tom

O Tom chegou para nós com 45 dias de vida, muito pequeninho, tinha sido abandonado. Aqui, cresceu e se desenvolveu bem. Sempre foi dócil, carinhoso. Também era caçador, várias vezes chegou em casa com pássaros que pegava nos jardins do condomínio. Conquistou todos que o conheceram.
Infelizmente, suas 7 vidas acabaram rápido. Uma doença grave o fez ficar caído e com anemia. Após tratarmos, não teve mais jeito e teve que partir para não sofrer mais. O sofrimento ficou conosco, sua família, que ainda estamos muito tristes e nunca esqueceremos de todo o carinho que ele nos deu. Ficará sempre em nossas lembranças! Tom, brinque muito na dimensão em que você está, continue sendo alegre e brincalhão.