Toddy

Toddy,

Velhinho, não foi fácil arrumar seu quartinho, guardar sua caminha. Também não esta sendo fácil acordar todos os dias pela manha e não te ver deitado no tapete do corredor, não te ouvir latindo para avisar que quer sair, não ouvir suas patinhas “tec-tec”.
Deitar no sofá e você não estar ali para empoleirar na gente.
Sei que deve estar no céu dos cachorrinhos reclamando de tudo e querendo que alguém lhe de um pedacinho de pão molhado no café com leite e não deixando ninguém pegar na sua patinha, espero que ai também tenha uma “sa-manta” para você enterrar seus petiscos.
Sinto muito sua falta porquerinha da Tata. Beijos e uma coçadinha na barrida!!!!