Tobby

Tobbynho, nosso eterno bebê,
Como te agradecer em tão poucas linhas todas as alegrias que você nos trouxe?
Como colocar em poucas palavras todas as lembranças felizes junto de você?
As meias e sapatos que iam parar na sua cama te servindo de travesseiro.
O chinelo da vó Lú que você ia buscar só para ganhar um biscoitinho.
Os trabalhos da faculdade que você pacientemente me esperava terminar de fazer em meu colo.
Quando a Duda era bebezinha e chorava e você era o primeiro a chegar no quarto e mesmo ela te pentelhando tanto, você nunca fez nada para machucá´la.
O seu jeitinho de sentar e ir "andando” de ré até chegar no nosso pé, só para ficar juntinho ou para receber um chamego.
Você no seu cantinho da escada, tendo visão privilegiada da casa, sabendo onde todos estavam e para onde iam.
O seu olharzinho, sentadinho do meu lado, esperando a sua cota do "mamá” da Duda (que, logicamente, também era seu) e depois que terminava, ia todo feliz comigo acordá´la.
Ou quando você vinha de manhã e deitava sua cabecinha ao lado do nosso travesseiro (principalmente da Mamãe Júlia, que afinal, tinha que acordar cedo e precisava de um estímulo),
esperando um cafuné, e quando a gente fingia que não via, ficava arranhando o colchão para chamar nossa atenção.
E as várias partes da casa que você "marcou” como sendo seu território (como se precisasse)!
Os mini´passeios com o vô Álvaro, lá fora, de manhã e antes de dormir, para fazer xixi. E as brincadeiras, que com ele você ia mais cuidadoso, por respeito.
A comidinha que a vó Lú trazia especialmente para você, só o que você gostava, né, espertinho?
E como era bom ir com a vó Lú buscar a mamãe na escola e o vô no trabalho!
As suas festas de aniversário…
A descoberta da Duda, que para você comer seus biscoitinhos, tinha que ficar batendo o pé do seu lado (pois você achava que ela ia pegar).
As enormes recomendações da Mamãe Júlia e da vó Lú quando você ia para o hotel e quanta alegria quando você voltava!!!!!
Ai, Tobbyas Kivel!!!!! Quanta saudade, meu amor!!!!!
Mas o importante é que com certeza você está muito feliz, em paz e com o Papai do Céu. E com muita graminha verde para você correr!!!!
Para terminar essa despedida, uma música que combina muito com o que sentimos por você:
"Amor igual ao teu eu nunca mais terei
Amor que eu nunca vi igual
Que eu nunca mais verei”
Te amamos, garotinho!
Tia Bia, mãezinha Duda, Mamãe Jú, Mãe´vó Lú, Pai´vô Álvaro.
Meu bebezinho,
Quanta falta eu sinto do seu cheirinho, dos beijos de boa noite, das vezes que a gente dormia juntos no chão, das músicas que eu cantava pra você dormi, das nossas bagunças e de quando eu chegava do colégio e você vinha correndo me ver!
Te amo meu pequeninho, e vou te amar eternamente!
Mamãe Jú