Tango

Meu amado gatinho se foi!

Não sei ainda como vou viver sem ele. Faço alguma ideia. Difícil.

A casa é impregnada dele.
As janelas tem telas, o sofá tem manta, o escritório tem prateleiras pra ele brincar, a caixa de remédios foi trocada de lugar pq ele, por um tempo, elegeu o alto da geladeira pra dormir.

Eu abria a porta do prédio e, lá de baixo, ouvia seus miados! Abria a porta e lá vinha ele me receber, doido por um Whiskas sachê! Terminava de comer e vinha se sentar ao meu lado, aí emitia seu miadinho característico para carinho nas orelhas! E tinha que ser nas orelhas!

Ele encheu minha vida de amor e de pelos! Amava enfiar meu nariz no seu pelo sedoso, cheiroso! Amava deitar minha cabeça em seu corpo quentinho e ouvi-lo ronronar!

Não me importava de dormir toda torta para não acordá-lo, ou ser acordada no meio da noite para brincar!

Só tenho a agradecer! Agradeço à vc, meu gatinho lindo e amado, por ter me escolhido! Vc me ajudou a descobrir o quanto amorosa, preocupada e paciente eu posso ser! Quanto amor pode brotar no coração! Dizia à ele que o amava tanto que meu coração quase explodia!

Será pra sempre meu raio de sol, minha vidinha amarela, como eu te chamava!