Simba

Nosso bebê Simba nos deixou!!
Um dia ele apareceu em nossa casa doentinho, com fome e sede, pedindo ajuda. Foi tratado, castrado e vacinado, mas nunca ficou totalmente bem. Feito vários exames foi diagnosticado com leucemia felina, doença infelizmente sem cura. Mesmo assim ficou conosco por 8 anos, tempo em que foi muito amado e paparicado todos os dias. Nosso menino era muito dócil, feliz, arteiro, brincalhão e muito comilão. Adorava carne, peixe e pão.
À noite ficava no início da escada olhando para cima e esperando chamar ou ir buscá-lo pra trazê-lo no colo para dormir na cama da vovó (que era eu). Adorava escovar o pelo e ganhar massagem. Quando eu saia ficava na janela me esperando e assim que me via chegar ia para a porta me esperar e ficava muito feliz correndo pela casa. Ninguém ficava triste com ele por perto. Infelizmente nos últimos meses nós e nosso bebê lutamos muito contra essa doença ingrata que acabou vencendo e tirando ele de nós, deixando um vazio e uma saudade sem fim.
Nosso tesourinho Simba faz muita falta. Está muito difícil acostumar sem ele aqui apesar de termos mais 2 meninas de quatro patas que nos confortam. O consolo é saber que ele não sofre mais, se tornou um anjinho e agora está brincando e correndo feliz e sem dor em um lugar lindo junto a São Francisco de Assis.
Nosso querido e amado Simba nunca te esqueceremos.
Saudades!!!

De sua vovó Inez, sua mamãe Cleide e suas irmãzinhas de 4 patas Belinha (canina) e Capitu (felina).