Rubi

Minha Rubizona,
como é triste entrar em casa e não ser recebida por vc, como é triste acordar e não ter que dar seus remedinhos e depois ver vc pedindo seu bifinho com aquele jeitinho que era impossível negar…como é triste não te ver deitada no seu cantinho na sala, não te ver pedindo comida batendo a pata no móvel, não ter vc pedindo carinho o tempo todo, batendo a pata, empurrando meu braço com aquele focinho molhado e encostando a cabeça no meu colo…

Você não imagina a falta que faz…

Obrigada por todos esses anos de puro amor, carinho, alegria, companheirismo e fidelidade…por ser a cachorra mais querida!

Ainda é difícil de acreditar que vc foi embora…mas sei que agora vc está com a sandy, romer e tuig, está bem, sem sofrimento e com toda a comida que vc mais gosta!

Te amo, minha rubizona, bonitona!