Pudim

Você me ensinou a ter mais paciência, andar olhando para cima, a cheirar o vento, a desapegar (ainda mais) das coisas materiais… Vc me ensinou a ser mais alegre, me encheu de lambidas quando eu estava estressada ou chateada, ficava grudado com a gente o tempo todo, até no banheiro… Seu tempo aqui com a gente nesse plano foi curto demais (e eu quase não aceito que isso seja justo) mas sei que um dia vou poder te abraçar de novo, sentir seu cheirinho e bagunçar os pelos da sua orelha. Sei que vou poder te encher de beijos e de carinho…
A gente nunca está preparado para sentir dor nenhuma e eu nunca imaginei que hoje seria o dia de me despedir de você, Pudico!!
Espero que seus irmãos/primos e amiguinhos cachorros que chegaram aí antes de você estejam te recebendo de patinhas abertas. Espero também que Deus esteja preparado para jogar muito brinquedo para vc ir buscar!! Os anjinhos, daqui pra frente, vão ter que aprender a esconder os chinelos enquanto nós vamos ficar aqui tentando nos acostumar com a sua ausência…
O céu ganhou uma estrelinha linda de olhos azuis e nossos corações um buraco enorme de saudade!!
Te amamos muito, Pudim… Até um dia!