Pucca

Desde o momento que vimos você, independente, serelepe e lindinha, sabíamos que seria nossa! Começo de namoro, nossa primeira filha juntos! Pequena, fazia xixi em mim quando queria me acordar, e eu teimosamente, queria continuar dormindo. Docinha, acompanhou com carinho o noivado, o casamento, as gestações e os nascimentos, dividindo o colo inclusive!
Hoje nos deixaste, de susto, em uma parada cardiorespiratória, a dor dilacera nossa alma, mas deixa sim o aprendizado… de dar amor, carinho, afago sem limites, de aproveitar cada segundo, de deixar a casa suja mesmo de pelos, mas amar, amar, amar… nos últimos dias não pudemos te dar tanta atenção, nos dobramos para atender os dois pequenos, mas sabemos que sabías o quanto te amavamos. Hoje não pudemos te dar um beijo e dizer amamos você antes de ires para a emergência, o susto de te ver sofrer foi maior. Desculpa Pucca, esperamos que tenhas ido sabendo que fazes parte desta família e sempre fizeste, foste a primeira e serás eterna!
Contaremos com carinho para nossos filhos de ti, e que foste o início desta família que te ama. Nosso adeus cheio de dor e lágrimas para você amiguinha. Espero que um dia possamos te ver novamente.