Ozzy

Ozzy, você Chegou em nossas vidas em 2005, com apenas um mês de vida. Foi o melhor pet do mundo, amigo e protetor. Quantos momentos incríveis passamos com o nosso “bebê”, que adulto, pesava mais de 40 kg. Histórias como a do dia em que alguém esqueceu a porta da geladeira aberta e enquanto todos nós estávamos na sala, você entrou em casa, avistou a carne em uma bandeja na geladeira e comeu tudo.E a vez, em que a mãe comprou um queijo super caro e fez questão de dizer que não era para ser comido todo em um dia. Ela cortou uma fatia para experimentar e deixou a peça de queijo na beirada da mesa enquanto conversávamos à respeito do sabor do queijo. Tudo sob os seus olhos e ouvidos atentos. De repente, quando nos demos conta, você estava saindo correndo da cozinha em direção a sua casinha na área. Pelo caminho, pequenos pedaços de queijo, que justificaram a pressa em sair da cozinha. Mas não foram apenas fatos engraçados proporcionados por você, Ozzy, que tornaram a sua presença em nossas vidas importante. Foi a sua amizade, mesmo nos momentos em que não conseguimos lhe dar à atenção necessária; Foi a sua lealdade ao nos esperar ansioso; ao me esperar em frente ao portão, durante os anos de faculdade no período noturno, em que eu chegava em casa 00:45. Era a nossa felicidade, em saber que você nos esperava alegre em casa; Foi a possibilidade de me tornar um ser humano melhor. Foram 14 anos com você. Tivemos a honra de termos um amigo quatro patas incrível. Obrigada por ter feito parte da minha, da nossa jornada, amigão. Nós o amamos desde o início, ontem, hoje, amanhã e para sempre. Obrigada por tudo.