Nina

Os anos que poderiam ter sido os mais dificeis, foram, ao seu lado, anos da mais sincera alegria e da mais entregue amizade..Obrigada por todo amor a mim dedicado.
Amor eterno,saudade…infinita.
Até um dia.
Valéria.

Nina, aparecemos na minha vida uma da outra como uma grande surpresa e fomos nos gostando devagarinho ate nos entendermos tao bem e nos amarmos tanto.
Sinto muita saudade do seu jeito ranzinza, do nosso paninho de florzinhas amarelas que planejamos tanto, de comer pão com manteiga juntas, de protegermos uma a outra (eu te protegia dos fogos de artificio e você me protegia dos barulhos estranhos na casa, de madrugada). Eu sempre disse pra todo mundo que o que fica, no final,é o amor.
Na verdade além do amor fica também a saudade.
Marina Paula