Mike

Mike, você foi mais do que um anilmazinho de estimação, mas nosso baby. Que ficava todo eufórico cada vez que a gente chegava em casa. Que sentava na janela para ver os vizinhos. Que era carinhoso, dormia feito gente. Tantos anos juntos, mas a velhice chegou e com ela as doenças e suas consequências. Já não podia mais se agitar, correr ou pular e mesmo assim era tão feliz, e forte. Já sabia a hora de tomar os remédios e deitava de barriga para cima esperando. Porém foi ficando cansandinho e dengoso. Até que o dia do último suspiro chegou. Obrigada por todos esses anos nosso amorzinho!
Te amamos