Mary Muniz

Ela chegou na minha vida quando eu tinha 12 anos, no dia que comecei a usar óculos, nos conhecemos e estivemos juntas desde o primeiro ao último dia e não tem uma pessoa que não tenha me ouvido falar dela. Mais vida com do que sem. Ela esteve aqui nos piores e nos melhores momentos, ela comemorou comigo todas as minhas conquistas. Ela esteve aqui me esperando chegar em casa por 13 anos e meio todos os dias. Ela me ensinou sobre responsabilidade, carinho, dedicação e felicidade. Ela é inacreditavelmente fantástica.

Muitos falam sobre a missão dos cachorros e seu tempo curto por aqui. Eu tenho clara a sua missão, ela chegou meses antes da partida do Ramon, meu irmão, e foi embora 3 meses depois da chegada do Ezio, meu sobrinho e afilhado. Ela foi um presente da vida para enfrentar momentos tão difíceis, foi companhia, foi alento e esperança, foi alegria e calmaria.

Ela foi o bom dia e o boa noite, hoje ela é saudade e gratidão. Hoje eu sigo descobrindo quem sou sem ela. Ela é amor e é para sempre.

Obrigada, Mary, eu te amo.