Lupin

Ele (a) surgiu em nossa vida no primeiro sábado de março, uma noite fria, sob o pedido de alguém que precisava de ajuda para resgatar o filhote que estava abandonado na rua d e sua casa… Mesmo com 3 gatos e 1 cachorra, não pensamos 2 vezes em sair de casa e pegar ele para cuidarmos. Não seria fácil cuidar de um bebê recém nascido, sem a sua mãezinha por perto. Assim, levamos pra casa pra dar calor, comida e muito, muito amor. Na noite anterior ao seu falecimento, ele apresentou sinais de fraqueza. Na manhã seguinte, levamos ao veterinário correndo, porém não havia o que pudesse ser feito… Deus e Santo Antônio estavam o chamando para o céu.

Lupin, não sabemos como nasceu, o que houve com sua mãezinha, não conseguimos saber se você era menino ou menina. Mas saiba que o amamos muito e sempre estará em nossos corações. Você foi um anjo em nossa vida nesses últimos 7 dias. E que você tenha sabido o que é ser amado e cuidado, podendo ter a sua breve existência nesse mundo com toda a dignidade que um bichinho deve ter.

Com amor e saudades, papai Matheus, mamãe Jessica e irmãos Berinjela, Aso, Toninho e Joey.