Leslie

Vida, amada, princesinha parabólica, cãozinho, Madre Tereza, bicho, criaturinha de Deus, amor, princesa, neném, ratazana, nani, nanica, trastinho, Lé, Lelica, Leslie…foram tantas as maneiras carinhosas de chamá´la!
Você se foi…se foi devido a um ato de amor. Ver´te sofrer não era bom, machucava…estava emprestada para nós e chegou a hora de voltar. Agora sim, você vai poder voltar a ser a verdadeira Leslie, enxergando tudo, mantendo´se em pé correndo, saltitando e andando por onde quiser, não haverá mais problemas nos rins, problemas de pele ou de digestão. A felicidade tomará conta de você!
Viver contigo foi uma bênção, um presente. Você nasceu para nos alegrar e nos dar todo seu amor, amar´nos sem pedir nada (ou quase nada!) em troca, a não ser carinho, amor e um presentinho na chegada das viagens. Era uma alegria: ganhar presentes! E quantas alegrias: lambidas, chocolates, família unida, Natal, queijos, ossinhos, Páscoa, fígado, picanha! Só não gostava de ficar sozinha e nem de fogos de artifício. Ah! Também não gostava muito do barulho do liquidificador! E quanto espanador! Abanava tanto o rabinho “toc toc toc” que parecia que ia quebrar a cada batida… quantas corridas pela casa nas chegadas de viagens do papai e da mamãe! Aliás, enlouquecia quando cada um chegava em casa!
Você é parte de nós! Estará conosco para sempre!
Lembrar de você nos trará felicidade e muita saudade!
Descanse e seja muito feliz! Que Deus te abençoe em sua vida eterna.
Amamos´te desde o primeiro dia e te amaremos pela eternidade!
À rainha da casa e de nossos corações:
Obrigada por tudo e até breve!!
Mamãe Bernardete, Papai Iraci e irmãos Ale e Té.
Agradecimentos pelo carinho e atenção: Ao Dr. Leonardo, Dr. Wagner, Dra. Mônica, Dr. Sampaio, Moacyr (que me deixava cheirosinha), Lessi, Lídia (obrigada pelos fígados, sopinhas…), ao amigo Guga e sua mãe e a todos que me amavam e que de alguma forma participaram da minha passagem pela vida.