Kitty

Em junho de 1998, você chegou em nosso lar.
Imediatamente conquistou nossos corações. Alegre e brincalhona, sempre estava “aprontando”, seja dentro de uma caixa, em cima de algum móvel ou atrás das cortinas.
Adorava brincar de esconde´esconde, pular e pegar papeis, com seu bichinho de pelúcia “tutu”, porém dentro de suas “travessuras”, nunca esqueceu de nos receber de manhã e dar o seu “miau” de “bom dia”, bem humorada.
Parceira e fiel, sempre esteve presente nos momentos mais marcantes de nossas vidas e no seu silêncio, compartilhava de nossos sentimentos.
Infelizmente, no dia 21 de fevereiro ela deixou este mundo. Não temos palavras para descrever a dor que sentimos. O tempo com certeza irá se encarregar de amenizar esse sofrimento, transformando´a numa lembrança carinhosa e suave chamada saudade.
Sabemos que você está feliz no céu, em paz e livre de dor e medo.
Um dia voltaremos a nos encontrar, mas até lá, fica o nosso “muito obrigado” por ter feito parte de nossa família e nos proporcionado tantas alegrias durante estes anos.
Nossos eternos agradecimento e saudades infinitos.
Amamos você, Kittynha! Descanse em paz!
Mamãe, papai, Silvia, Fabiana e Marcos.