Katita

Kati…
Deus me enviou você como um presente…sua presença ao meu lado ao longo de todos esses anos, somente fez eu perceber o quanto um amor pode ser grande e sincero.
Você desde pequenininha foi minha companheira, minha amiga o meu anjo.
Era suas lambidas que eu recebia quando lagrimas do meu rosto escorriam, era seu corpinho que esquentava meus pés quando eu sentia frio…
Todos os dias, ano após ano, você sempre comigo.
Mesmo brigando, você me amava…
Como fui feliz ao seu lado meu amor.
Dizer que você era apenas a minha cachorrinha??? Não!!!!
Você foi, é e sempre será aquela que fez os meus dias terem um sentido..de eu ter vontade de voltar para casa, de chegar e ver a festa que você fazia… E que festa! Uivava uivava, abanava o rabinho que não tinha, rsrs!
Sei que o último ano não foi fácil… A diabetes chegou. Todos os dias, por duas vezes, você sentia a picadinha da insulina. Eu imagino meu amor que não foi fácil. Seria egoísmo meu te querer pra sempre, mas é que é tanto amor, que hoje meu coração está partido. Uma parte de mim foi arrancada, porque você era parte de mim e eu parte de você.
A frase é verdadeira…o cão é o melhor amigo do homem.
Você me deu amor sem me cobrar nada e ainda foi tão maravilhosa, que fez sua última festa quando eu cheguei em casa, antes de partir para sempre.
Kati, hoje eu choro a sua falta, a saudade está apertando..mas nada vai superar a alegria que eu pude sentir com você ao meu lado.