Greice

A Greice chegou em minha casa, em minha vida, em fevereiro de 1995.
Foi um presente de meu pai querido, que também já nos deixou.
Greice foi uma gata muito especial, brincalhona, muito inteligente, às vezes brava, mas defendia muito bem seu território. Uma mãe extremada, dedicada. Gostava de sentar ao meu lado nas refeições. Minha companheira inseparável.
Quando eu chegava em casa, já me esperava na porta.E ao dormir, era a primeira a pular na cama e me abraçar.
Você foi uma grande guerreira e lutou pela vida. Hoje tudo lembra você,a casa ficou muito vazia.
É difícil te esquecer querida, você foi muito importante para mim.
Greice te amo muito!
Fica na paz do Senhor!

Não sei porque você se foi
Quantas saudades eu senti
E de tristeza vou viver
E aquele adeus não pude dar…
Você marcou em minha vida
viveu, morreu
na minha história
Chego a ter medo do futuro
E da solidão
Que em minha porta bate…
E eu!
Gostava tanto de você
Gostava tanto de você…
Te amo, Greice linda!
Ingrid