Freddy Marley

Ele sem dúvidas foi uma das melhores coisas que aconteceram na minha vida. Um amor tão inexplicável e tão imensurável. Meu filho peludo. Era cheiroso demais, mesmo quando não tomava banho. Se eu me esforçar, consigo sentir o cheiro dele… Meu grande companheiro por quase 12 anos, que presenciou algumas alegrias, muitas tristezas e muitos fracassos. Mas ele sempre estava ali, com aquele olhar de quem estava me entendendo completamente, de quem estava me apoiando completamente. De quem simplesmente estava ali. Não consigo explicar o que eu sentia por ele, era tão intenso e tão recíproco. Sei que também fui muito amada, muito querida… Como era bom chegar e ser maravilhosamente bem recebida por ele, mesmo que fizesse 2 minutos da minha última saída para levar o lixo… Ele sempre estava lá, a me esperar, para me dar o amor mais puro e lindo que alguém pode receber. Só agora que se passaram tantos meses de sua passagem consigo escrever sobre você, ainda com muita dor e saudade. Você foi o filho mais incrível que uma mãe poderia desejar. Você não saía de perto de mim, sempre fiquei protegida com sua presença. Mas de repente, você se foi… Eu continuo aqui, despedaça de dor e saudade… querendo dar o último adeus, querendo te levar para fazer o último passeio, querendo te levar para correr feito louco na areia da praia, querendo te ver “comendo o ar” com a cabeça para fora do carro em movimento, querendo que vc coloque um bichinho na boca para me esperar na porta, querendo que deite nas minhas pernas e as prenda para que eu não consiga me mexer a noite… Querendo viver só mais uns minutos com você, meu filho amado, companheiro querido… Que você esteja em paz onde quer que seja… Que você esteja bem… Que você se lembre de mim…