Eros

Eros,
Para os Gregos o Deus do Amor.
Para Freud a Pulsão de Vida.
Os gregos e Freud estavam certos.
Sempre soubemos que você, Eros, não um Dog mas sim um God!
Eternamente terei lembranças de seu companheirismo, sua incondicionalidade, do amor e da vida que você me trouxe.
Obrigada por ter me ensinado tanto meu bichinho amado e tão iluminado!
Sempre estará comigo! Sempre!
Sua mortal
Carla Maria