Edie

Seu cachorrinho já lhe terá proporcionado muitas alegrias.
Cuide para que ele tenha um final de vida feliz.
Sempre que for possível, deixe que ele permaneça ao seu lado, pois esse será, realmente, um dos poucos prazeres que lhe restarão na velhice.
A grande despedida está próxima, e ele por instinto sabe disso.
É natural que deseje a companhia que aprendeu a amar e respeitar durante sua vida.
Não o abandone agora.
Ele já não será aquele animal bonito de antes.
Seu pelo começa a cair e seu caminhar perdeu a elegância e sua cabeça penderá, cansada, sobre suas patas.
Somente seu olhar acompanhará os passos do seu dono.
Lembre´ se , dentro do peito, ele ainda possui aquele coração que vibrará com o som da sua voz.
E chegando ao fim, não se envergonhe, chore.
Você acaba de perder o mais dedicado dos amigos:
O cão!