Dara

Darinha, Pequena, Preta, Nega…
Chegou nas nossas vidas e conquistou seu espaço, na casa e no coração de todos…
Adorava uma soneca e tinha sua preferência dentro dos casacos no inverno, e num solzinho depois do almoço!!
O vazio da tua ausência vai pra sempre ficar, como também as lembranças desde as travessuras da juventude e as teimosias da velhice…
Foi fiel sempre, até na promessa de ir embora dormindo…
Na manhã que não acordou levou junto um pedacinho nosso que será só teu, sempre!!
É certo que daria tudo pra ser verdade quando ouvimos teus barulhos, que pelo costume ficou nos nossos ouvidos, prefiro pensar que é uma visitinha tua, e que estás bem, pois merece o alívio que a doença tirou por algum tempo…
Agradecemos pelos anos que passou ao nosso lado!!
Saudades pra sempre!!
Fernando, Cris, Heide, Mime e Cyro.