Dandara

Sentada!…muito bem. Late!…muito bem. Não morra nunca!….por favor.” ôh meu amor, como eu queria que vc tivesse obedecido isso! Minha bebê, minha princesa, minha branquinha, minha gordinha, minha bolinha, minha róró, minha chumi, minha gotosinha, minha nuco nuco, minha prilili, minha pentelinha, minha xuxu, minha baby, minha bolinha, minha xuminha…(e mais trocentos apelidos). Foram 12 anos todos os dias eu inventando um apelido novo para você. Foram 12 anos todos os dias eu te enchendo o saco e vc tentando morder meu pé.
Minha róró… a saudade já está apertada. Eu choro toda hora que penso em vc. Eu choro toda hora quando penso como vão ser meus dias acordando sem ver vc balançando o rabinho.
Dói demais, dói muito! Esse era o dia que eu tanto tinha medo.
Tenho cicatrizes na mão de mordidas suas, mas eu amo todas elas.
Eu vou sempre, sempre, sempre te amar! Não importa o que aconteça, vc vai continuar sendo sempre a minha xuminha.
Eu tinha tanto medo do dia em que eu fosse escrever isso, meu amor. E esse dia chegou, esse dia em que ficou um buraco em meu coração.
Tenho tanta saudade de te apertar, de te encher o saco, de ficar deitada com vc na sua caminha hahaha, saudade de ficar fazendo penteados, topetes no seu pêlo e vc rosnando pra mim.
Penso em vc todos os dias, meu amor! Saudades demais, xumi!
TE AMO INCONDICIONALMENTE E PARA SEMPRE!