Capuccine

Capuccine, Caca, Cacazinha, Mitch, Sanavitch…
Dizem que os cães são anjos disfarçados, enviados por Deus á terra, para ensinar aos homens o quê é lealdade.
Você foi e sempre será meu anjinho…
E como anjo levantou vôo, pois tinha a leveza de alma para flutuar…
Você foi o melhor e o mais precioso presente que Deus colocou em minha vida!
Encheu´a de muito amor, alegria e companheirismo, pois tinha sabedoria, humildade, lealdade e sensibilidade em demasia.
Ensinou´me tantas coisas e, principalmente, mostrou´me como são os amigos verdadeiros.
Nenhum ser humano é, para mim, tão disponível, tão atencioso, amoroso e gentil; nenhum ser humano olha para mim com tanto amor, tanta amizade, tanto afeto e tamanha cortesia, quanto tu fazias.
Serás eterna na minha vida e no meu coração.
Você foi tão esperada por mim… Desde pequena, sempre quis um cachorrinho…Valeu a pena a espera pois, não existirá, no mundo, outra amiga como você.
Na nossa casa só restou uma imensa saudade, além das lembranças… Impossível ver uma bolinha e não lembrar de ti… Impossível sair do banho e não lembrar de ti… Impossível comer frango e pão de queijo e não lembrar do seu desespero por suas comidas preferidas… Impossível andar de carro e não lembrar de suas orelhas ao vento, das viagens e sua preocupação em estar sempre junto, dos passeios, dos tifizinhos, das poses para as fotos, das roupas de princesa…
Para onde olho vejo a sua marca deixada na casa… sinto seu cheiro, escuto seu latido… Sinto minhas mãos apertando a sua bochecha gorda.
Era uma cumplicidade silenciosa… pois só faltava falar!Era minha amiga, simplesmente isto.
Não precisava dizer nada, ela estava sempre ali.
Um amor desmedido, incontido, incondicional!
Ficou em mim uma grande saudade, um vazio difícil de ser preenchido; uma ferida que vai demorar a cicatrizar, pois a saudade só se faz aumentar.
Sei que está em algum lugar me esperando para sermos felizes mais uma vez!
Te amo MUITO!!!!
Gabriela

Cacazinha, a casa está toda enfeitada para o Natal e apesar disso a alegria foi embora junto contigo. Na sua última semana, te vendo daquele jeito, aprendi o que é amor de mãe e não tenho dúvida de que eu preferiria que tivesse sido comigo, se fosse pra ter você saudável por mais um tempo com a gente. Hoje, eu sinto falta de alguém pra me receber abanando o rabinho quando chego em casa, de alguém roncando e me deixando com um mísero espaço do travesseiro, de alguém pra pedir pasta de dente ou abrir minha porta de manhã cedo e me acordar com lambidas como era antigamente. Minhas refeições estão monótonas sem você pulando, latindo. Até esqueço que não preciso mais pegar tudo em dobro pra dividir contigo. Mingau de farinha láctea também não quero mais, o pratinho no chão ficaria intacto. Também é muito chato sair do banho e me secar com uma toalha comum sendo que eu tinha você, que adorava fazer isso com sua linguinha…
Minha linda, quase 17 anos de companheirismo, é muito tempo. Dos meus 4 aos 20 anos você esteve comigo em todos os momentos! Cresci ao seu lado e agora devo aprender a continuar sem você. A saudade está só aumentando e eu não sei o que fazer com ela. Você foi a minha irmãzinha de verdade. A única que me ensinou o que é amor incondicional e fidelidade! Nunca, ninguém vai te substituir! Você tem um amor único, só teu, que só vai aumentar. E o que me conforta é saber que você está melhor onde está, e que quando chegar a minha vez você vai me receber!
Tenho certeza que é só uma breve separação, os amores verdadeiros são eternos. Não há um dia sequer em que eu não lembre de você, de todos nossos momentos felizes juntas, pra sempre guardados no meu coração! Me perdoa por alguma coisa…
Te amo muito, meu amor!
Mari.

Capuccine Fagundes, filha amada!
Me perdoa por tudo!
Eu, tua mãe, só tenho que agradecer por todas esses anos de companheirismo, dedicação e alegria.
Tu fosses minha amiga fiel.
Tu sabias tudo da minha vida… as minhas tristezas, minhas angustias, meus sonhos e minhas alegrias.
Contigo do meu lado, tudo ficou mais fácil de suportar.
Tuas orelhas grandes, tua bochecha gorda e teu rabinho balançando eram um balsámo na minha vida.
Obrigado por esses anos. Nunca esquecerei nossos momentos.
Agora, minha pequena, você se foi e eu fiquei…
Meu coração está doendo demais… a saudade machuca, paralisa.
Os dias perderam o brilho, a casa ficou vazia e triste.
Tenhas toda certeza que meu amor é maior que tudo e essa separação será breve.E quando eu for, venha me encontrar… como antes, com as orelhas ao vento, aquela bochecha gorda que eu adorava beijar e o rabinho balançando…
Fique em paz e até qualquer hora!
Da sua mãe Miriam.

Minha amiga cabeluda, que Deus ilumine tua nova caminhada pelo plano espiritual e um até breve, quando nos encontraremos de novo.