Capitu

Capitu nos escolheu há 18 anos atrás. Nossa família chegou de viagem e lá estava ela em nossa garagem. Moramos em uma praça e ela poderia ter entrado em qualquer casa. Mas ela insistiu em ficar na nossa. Desde então foi nossa companheira em todos os momentos. Encheu nossa casa de alegria e foi muito amada. Mas o tempo passou e chegou a hora de Capitu descansar. A falta dela aperta nossos corações, mas prevalece o sentimento de gratidão por tê-la por perto por quase duas décadas. Saudades, saudades, saudades…