Buba

Querida Bubinha: nesses 14 anos, você nos ensinou mais do que poderemos aprender
em nossas vidas inteiras. Você nos amou incondicionalmente, nos protegeu e nos divertiu
como nenhum ser humano poderia fazer.
Com seu jeito quieto e tranqüilo, você soube conquistar muitos amigos.
Várias páginas poderiam ser escritas sobre nossas brincadeiras, nossas conversas e
nossos passeios, os “lambeijos” e as coçadas; os latidos de alerta e os uivos de saudade;
o chorinho por comida e a vontade de passear; os roncos à noite; os beijos de boa´noite
e de bom´dia; o carinho mais sincero, sem nunca pedir nada em troca.
Saiba que todas essas recordações ficarão muito bem guardadas na memória de cada
membro da família e de cada amigo que você fez feliz!
Você lutou bravamente em seus últimos momentos e nos deixou a lição de que sempre
podemos ir um pouco além do que esperamos.
´Os cães são o nosso elo com o paraíso. Eles não conhecem a maldade, a inveja ou
o descontentamento. Sentar´se com um cão ao pé de uma colina numa linda tarde, é
voltar ao Éden onde ficar sem fazer nada não era tédio, era paz.´ (Milan Kundera)
De sua família que sente muito a sua falta,
Giovanna, Rony, Alice e Lola.