Bruna

Querida Bruninha.

Já faz um mês que você nos deixou, e a saudade não passa. As lembranças são tão vivas que é difícil olhar por onde você andava e não te ver mais.

Tão breve foi sua vida, e mais breve ainda foi sua presença na nossa vida.
Mas mesmo assim, sua companhia nos transformou de muitas formas.

Nos trouxe muito carinho, aprendizado, alegrias e uma infinita sensação de completude, amor e paz.

Por isso sua falta se fará sentida para sempre, e as lembranças serão sempre vivas em nossa memória.

Quem dera você pudesse estar presente conosco, assim como na nossa memória. Seu jeitinho de chamar atenção, seu senso de protetora com latidos anunciando uma ameaça externa, sua forma carinhosa de chamar durante a noite pra ir ao lado de fora se aliviar, sua vigilia noturna, sua forma única de pedir carinho e atenção…. enfim, todos os momentos que vivemos juntos.

Infelizmente, apesar de todo o cuidado diário e atenção não foram suficientes para retribuir toda alegria, companheirismo e carinho que você trazia para nossas vidas. Sempre irá ficar essa sensação de dívida eterna.

Com certeza, na eternidade onde você agora vive, deve estar feliz e bem com os outros anjinhos que já passaram por esse mundo. Esperamos que em breve possamos nos reencontrar, e continuar nossa jornada para sempre.

A orelhinha da vó / A Branquinha da vó
A Brancona do vô
A eterna Bruninha
Estamos sentindo muito a sua falta.