Brauny e Tigrão

Amores da minha vida Brauny e Tigrão!
Eu não perdi nenhum de vocês. Viverão para sempre em nossos corações. Este amor será eterno, vocês dois apenas se apressaram um pouquinho na viagem pra chegar antes de nós, né?
Assim como nos passeios quando saíamos, vocês dois eram os apressadinhos e se a mamãe deixasse, iam correndo à frente!
Quero guardar as boas lembranças dos momentos que vivemos para ajudar a matar a saudades de vocês meus meninos!!
Quando você chegou em nossa casa Tigrão, o Braunynho te recebeu com todo o amor, de lá, pra cá, vocês nunca mais se separaram.
Onde um ia o outro ia atrás. Na hora de dormir, um encostava no outro, se precisasse amontoavam-se pra ficar bem grudadinhos. E, agora meus queridos, juntos vocês partiram, cada um de sua forma e no seu momento, mas, para sempre juntos estarão
Brauny, meu amorzinho. Você era tão chorão, pedia colo nas voltas dos passeios e nós compreendíamos que a idade estava à porta e suas perninhas já se cansavam. Com toda a paciência, eu ou a vovó te carregávamos no colo e você com a carinha de alegria, por nós termos entendido os seus resmungos….ah, como nós nos entendíamos!!!
E você Tigrão…tigre, tigrinho, tiger…chegou bem de mansinho, correndo de um lado pro outro naquela rua movimentada sem destino e a mamãe quando te viu, nem hesitou!! Correu atrás, te pegou no colo e te levou pra casa.
Você ficou uma semana de molho, deitadinho na caminha, tava fadigado.
Olhava, abaixava a cabeça, mal comia. Chegamos até a pensar que tínhamos feito a pior coisa do mundo pra você, te trazido pra casa. Não queria comer, mal bebia água.
Mas, o tempo foi passando e você se animou, foi uma troca de olhares, amores, carinhos, beijinhos, abraços, conversas e aos poucos a sensação era que você vivia anos conosco.
Ah…como vocês dois foram amados meus meninos. E eternamente serão.
Agora, voem, corram e vivam felizes, sem maldades, dores, lágrimas, tristezas!! Amamos muito vocês, eternamente viverão em nossas memórias e corações
Bjjjjjjjjjjjjjjjjjins amores…mamãe Jaque, vó Noninha, Adri e Naty