Bethoven

Querido Bethoven

Bethoven, Anjinho, Bebê, Pipico, e outros nomes e você os atendia por todos, pois você sabia que era o nosso reizinho.

Bethoven, hoje dia 29/10/2008, fazem 43 dias que você nos deixou e cada dia que passa fica mais dificil sem ter você junto de nós.

O teu amor por nós não tinha limites, quando chegávamos em casa, eu principalmente já abria a porta de casa preparada, porque eram tantos pulos, tantos beijos, que eu chegava e já ficava sentada no chão esperando até passar toda sua euforia e depois disso tudo você só queria ficar no meu colo.

Hoje a nossa casa é um silêncio total. Saimos, voltamos e tudo é silêncio, pois a Diudi, sua irmã, está tão velhinha que demora muito para sentir a nossa presença.

Tudo aconteceu tão de repente que parece um pesadelo e que tudo vai acabar bem, que vou ter você novamente no meu colo e cantar as musiquinhas que eu inventava na hora para você e a Odete coçando a tua barriga coisa que você adorava.

Infelizmente este pesadelo existe, mas com certeza no plano em que você se encontra, não sente mais dores, não precisa mais tomar todos aqueles remédios que acabaram com o seu estômago e voltou a andar com suas quatro patinhas, o céu é o seu novo lar.

Curioso como você é com certeza, quando um novo amiguinho chega no céu, você vai correndo para recepcioná´lo e começar a latir sem parar, como você fazia nos nossos passeios.

Desculpe se eu não pude mudar o rumo que as coisas foram tomando com relação a sua saúde, mas acredite tudo o que aconteceu, o amor que temos por você é tão grande e tudo foi feito para que você não sofresse.

Um beijo no seu coração, de sua família que o ama, o adora, muitas mais muitas saudades.

DIUDI ´ ODETE ´ MARISA