A importância dos Pets no Isolamento Social

Estamos vivenciando tempos difíceis e estranhos. Praticamente do dia para a noite entramos em um universo de distanciamentos e mudanças bruscas de rotinas. Em nossos sentimentos, fragilidades, impotências e faltas. E tudo se aflora em instantes.
Esta pandemia mundial veio resgatar em nós de alguma forma, tudo aquilo que nos importa e que muitas vezes não damos o devido valor. E é ali naqueles momentos de silêncio, olhando pelas ruas mais vazias que ele está comigo. Ao meu lado grudadinho nos meus pés, ou no meu colo tirando uma soneca. E é neste momento que posso perceber, quando meu dia já não se enche de pressa , que ao afagá-lo carinhosamente com minhas mãos, sinto a importância dele estar aqui.
Quando o silêncio vai embora, e preciso desabafar o que sinto sobre este momento tão confuso, você está ali me ouvindo como se compreendesse tudo o que se passa lá fora; e quando já sinto certa angústia nascendo dentro de mim, você sai correndo pela sala e arrasta seu brinquedo para que eu o jogue distante na intenção de ir o buscar.
Nos primeiros minutos do dia, quando talvez pense que será mais um dia difícil de incertezas, novas noticiais e confinamento familiar, escuto suas patinhas arranhando a porta do meu quarto e latindo alto para que eu possa lhe dar bom dia e sorrir com você.  Ah, meu querido! Quanta diferença você tem feito nestes dias. Nos demais lares exerce toda a sua responsabilidade afetiva e gratuita, distraindo as crianças que não sabem mais aonde colocar tanta energia. Torna mais colorido e leve o dia dos casais que mal se encontravam durante a semana, e que agora precisam se readaptar com uma convivência mais próxima, e muitas vezes, mais conturbada. Dá conforto e companhia, para aqueles que já estavam passando por momentos de sofrimento e dor antes de tudo isso iniciar. Movimenta os adultos a correrem pela casa, proporcionando mais endorfina e oxitocina neste momento de mal estar. Traz o amparo ao olhar das avós e avôs, que precisam estar distanciados de demais familiares, criando uma conectividade emocional e essencial fundamental neste espaço de tempo.
Independente do que estejamos sentindo, somos compreendidos pelo carinho incondicional que nos oferta. Somos aceitos a suas fiéis companhias, quando estamos de bom humor ou quando choramos. As emoções que expressamos, não importam. Eles estão ali sempre ao nosso lado, vivenciando todas as fases e capítulos de nossas vidas. Que especial ter você ao meu lado, meu amigão!
Vamos em breve dar longos passeios e correr na areia da praia! Vamos viver ainda mais intensamente a importância que temos um com o outro! Em breve…
Fabiana Witthoeft, Psicóloga CRP 08/08741
Imagem: Sacha Verheij – Unsplash